teste minha imagem
Google+

Blog 28.11.2018

Uma viagem pela Europa com Canon

Sem dúvida alguma para qualquer fotógrafo, viajar é a melhor pauta que podemos ter, ainda mais com tempo. Nessa viagem foram 70 dias, 4 países e mais de 10 cidades, onde pude praticar a minha fotografia, apontar a câmera para aquilo que me chamasse atenção e no meu tempo. Por vezes saí de casa com a pretensão de fazer um trajeto grande, todo equipado e pronto para usar o tripé, objetivas, sempre carregando um flash, porque nunca se sabe o que virá para nós.

Planejava o trajeto, o tempo e mesmo assim não conseguia andar mais que 1km em volta da casa, uma praça, um parque ou até mesmo uma quadra. Sempre que acontecia algo que ao meu ver era o imprevisível, eu ia fotografar.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/4 - 1/100 - ISO: 1600

Para ajudar, baixei e me conectei com o Canon Camera Connect sempre aliado a um software de tratamento de imagem no celular. Isso foi realmente magnífico, além de muito prático. Não fico mais sem!

Minha câmera, uma Canon EOS 6D tem o recurso de wi-fi, o que pra mim foi imprescindível em todos os destinos.

Nesse tempo todo pude olhar devagar para tudo o que mais gosto, as pessoas, os costumes, a arquitetura sempre diferente e até trabalhar remunerado pude por estar preparado. Esse foi, ao meu ver o grande diferencial dessa viagem em relação às outras que fiz.


Canon EOS 6D - EF 70-200mm f/2.8L USM - f/8 - 1/250 - ISO: 100

O que sempre estava comigo era minha câmera, uma EF 17-40mm f/4L USM por ser leve e clara, angular, uma EF 70-200mm f/2.8L USM, um flash, um tripé, mesmo que fosse um mini-tripé, e claro, um filtro polarizador.

A LUZ DA EUROPA

Usei e abusei da Golden Hour, acordei muito antes do sol e pude perceber as cidades sem tantos turistas e os espaços públicos eram quase sempre apenas meus, uma delícia.

Mais uma vez usando o app do celular, deixei sempre o aplicativo que calcula distâncias ligado. Foram quase 700 km andados nesses 70 dias, em alguns foram mais de 20km andados. Cansa? Sim, muito, mas a recompensa vem em forma de fotos que considero boas, são quase 200Ggb de imagens.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/8 - 1/100 - ISO: 100

PORTUGAL COM UMA LUZ INACREDITÁVEL

Portugal foi minha base. Estive lá a maior parte do tempo e, por isso mesmo, pude explorar melhor as cidades onde estive. Lisboa é um charme, uma luz inacreditável, mesmo num verão escaldante. Ali pude praticar várias formas de fotografar. As paisagens são muitas e o uso constante de um tripé foi praticamente obrigatório.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/4 - 1/250 - ISO: 1600

Porto sem dúvida foi a grande surpresa, uma cidade linda, cheia de sobe-e-desce, cansa e recompensa com a mesma intensidade. Andei muito e preferi configurar minha mochila com um equipamento mais leve e prático.

Deixar a câmera com uma configuração que permitisse rapidez numa eventual variação luz foi um critério que usei muito. ISO mais alto, uma abertura entre f/5.6 - 8.0 e uma velocidade de obturação confortável, nunca abaixo de 1/250. Esses eram os critérios para conseguir congelar as pessoas passando por mim. Deu certo.


Canon EOS 6D - EF 70-200mm f/2.8L USM - f/8 - 1/300 - ISO: 200


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/4 - 1/30 - ISO: 2000


Canon EOS 6D - EF 70-200mm f/2.8L USM - f/8 - 1/300 - ISO: 200

ESPANHA DAS ARQUITETURAS LINDAS

Barcelona é amor antigo. Já estive lá no inverno e precisava voltar pra sentir o calor do verão e fotografar as pessoas de todo o mundo que estavam lá, e claro, a arquitetura daquele lugar é algo inacreditável.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/8 - 1/200 - ISO: 800


Canon EOS 6D - EF 70-200mm f/2.8L USM - f/2.8 - 1/50 - ISO: 1600


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/4 - 1/200 - ISO: 1600

ITÁLIA COM PESSOAS, MODA E "SUSPIROS FOTOGRÁFICOS"

Na Itália, fui direto para Milão que é um lugar com pessoas de muito estilo, uma delícia fotografar lá. Coincidentemente a cidade estava na semana de moda e em toda esquina havia alguém fotografando ou sendo fotografado. Nunca vi tantos sets fotográficos por metro quadrado.

Flanar em Milão na semana de moda foi delicioso, precisei deixar a câmera com uma configuração muito rápida e andar atento, porque o acaso se mostrava a cada esquina.


Canon EOS 6D - EF 70-200mm f/2.8L USM - f/4- 1/250 - ISO: 400


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/4 - 1/100 - ISO: 1600


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/4 - 1/200 - ISO: 200

Veneza foi extremamente cansativa. Foram 18 km andados tentando não me perder, mas não teve jeito. Os becos são magníficos e um suspiro fotográfico a cada esquina. Há tempos sigo um fotógrafo italiano que mora em Veneza, @kromirko – sou apaixonado pela maneira com que ele enxerga a luz - e estar lá e ver o que ele vê foi realmente emocionante.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/8 - 1/250 - ISO: 200


Canon EOS 6D - EF 70-200mm f/2.8L USM - f/8- 1/250 - ISO: 400

Carregar o mini-tripé o dia todo foi fundamental no final do dia, queria profundidade de campo e não subir muito o iso, não teria feito as fotos que queria sem a ajuda de um.

HOLANDA PARA ENTENDER REMBRANDT

Holanda é de uma organização absurda. Era também um sonho de infância, um lugar que é pura arte e com uma luz indescritível.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/8 - 1/250 - ISO: 200

Usei muito mais o tripé aqui do que em qualquer outra cidade que estive, queria a profundidade de campo bem definida, precisava marcar bem as luzes que via em todos os parques que estive.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/5.6 - 1/250 - ISO: 200

Pude fotografar no Parque Rembrandt, registrar luzes realmente incríveis e entender mais as pinceladas do mestre holandês. Jamais teria feito as fotos sem a ajuda do meu companheiro de viagem, o tripé e, claro, minha Canon.


Canon EOS 6D - EF 17-40mm f/4L USM - f/5.6 - 1/40 - ISO: 400

-----------

Em todos os lugares que estive e quero estar ainda, jamais deixarei de fazer do meu jeito, com a minha forma de enxergar.  E esse é meu conselho para você: fotografe o melhor da viagem do seu jeito

Enfim, em 10 anos lecionando fotografia eu gostava de dizer que sempre é a melhor escolha levar seu equipamento para passear. Faça isso também e e você será um fotógrafo, ou fotógrafa, melhor... Eu levo.

Publicado por: Flávio Sampaio Categoria: Inspire-se

Comentários

Deixe seu comentário