teste minha imagem
Google+

Blog 30.07.2018

Fazendo vídeos e fotos em preto e branco – conheça Amanda Louzada

Amanda Louzada é diretora de fotografia e fotógrafa. Seu estilo é muito característico. Você sabe que uma foto foi feita por Amanda Louzada quando vê um click dela.

O olhar de Amanda foi construído ao longo de sua carreira — continua sendo —, e falamos com ela sobre todas as referências que a trouxeram até aqui.

Como foi seu início na fotografia?

Comecei fotografando bandas nos shows em que ia quando jovenzinha rocker hardcore. Eu mandava as fotos para as bandas e elas me divulgavam no Fotolog delas. Até o momento em que começaram a me pagar para fotografar real-oficial. Então, além de curtir o show, eu estava lá fazendo o que amava.

Depois disso, cacei o contato do diretor do site showlivre.com e pedi para fotografar lá um dia, durante a gravação do programa. Para a minha felicidade, ele disse "vem!".

Lembro que me diverti muito no dia. Aquele mundo de câmeras, luzes e REC era novo para mim. A dinâmica do set me encantou.

No final da gravação, o diretor viu minhas fotos, gostou muito e me chamou para trabalhar com eles. Topei na hora!

A partir daí, comecei a entender que esse era meu trabalho. Aliás, além de trabalho, minha paixão.


Foto: @amandalouzada


Foto: @amandalouzada


Foto: @amandalouzada

De onde vem a escolha por trabalhar tanto com P&B?

Quando criança, sempre gostei muito de ler mangás, que, por sua ordem, têm muitas ilustrações em P&B. Penso que agora minha linguagem fotográfica se assemelha muito à estética das caixas de diálogos desse mundinho. As posições dos personagens precisam demonstrar muito sentimento e ação durante a leitura. Eu amo.


Foto: @amandalouzada


Foto: @amandalouzada


Foto: @amandalouzada

Resumindo: P&B é ação e sentimento!

Para unir isso tudo de forma divertida, estou com um projeto collab de foto P&B + ilustrações. Está sendo animal ver o que eles imaginam nos cenários das minhas fotos.  Essas imagens com o ilustrador Douglas Lira são bons exemplos.


Foto: @amandalouzada


Foto: @amandalouzada

Quem são suas inspirações para fotos e vídeos em P&B?

O que me inspira? Arte. Música, quadrinhos/anime e design. Aliás, tudo o que é visual e sensitivo, desde dar um rolê de bicicleta e sentir o ventinho tocar o rosto até tocar bateria e deixar o groove me levar.

No cinema, Wes Anderson, de quem sou megafã. Daí vem a escolha por enquadramentos encenados e takes com fotografia estática. Quando preciso de movimento, eles são rápidos e certeiros.  

Ah, não precisa ser sempre P&B para me inspirar, mas o clássico Sebastião Salgado é mestre.

Quais são suas principais preferências estéticas?

Amo o mood noite dramático, com certeza. Em resumo, tudo o que me permita controlar a luz. E, se for em estúdio, melhor ainda. Mas se é externa e é dia, eu difundo a luz do sol com butterfly para “amaciar“ toda a base da cena (fill light). Daí, entro com os flashes ou refletores para fazer a luz principal (key light).

É... A realidade não me atrai!


Foto: @amandalouzada


Foto: @amandalouzada


Screenshot do clipe “Kivitz: o último cristão”.
@amandalouzada

 @amandalouzada

Que equipamentos você usa e por que usa?

Para fotos, uso a Canon EOS 5D Mark III, para vídeos, procuro sempre locar a linha Cine, da Canon, tanto o corpo de câmera quanto as lentes.  

Minhas preferidas? Canon C300 Mark II e lente Canon CN-E 85mm T1.3 L.

Agora, quem me conhece sabe que a lente que mais uso é a EF 70-200mm f/2.8L II IS USM. Tem recuo? Não tem? Uso mesmo assim. Tudo isso porque amo a profundidade de campo e a “achatada” na imagem que ela dá em distâncias focais maiores. Fora a versatilidade de enquadramento: poder dar o zoom e não perder os f/2.8 é maravilhoso, não é mesmo?

Para os planos abertos, vou de EF 24-70mm – f/2.8L II USM.

Resumindo, o parzinho de lentes que amo: EF 24-70mm f/2.8L II USM e EF 70-200mm f/2.8L II IS USM. Assim fico bem coberta, desde os 24mm até os 200mm, e tudo em f/2.8. Boa!

---------------------

A foto que vai mais fazer sentido para você é aquela que você não clicou.

— Como assim, Amanda, você está louca?

Calma, deixa eu explicar.

Em um mundo de internet e likes, às vezes curtir o momento acaba ficando para trás.

Na correria de montar o equipamento e fazer a fotometria perfeita, tudo acaba se embolando e, de repente, você nem consegue fazer aquele click legal.

É por isso que, quando vejo algo muito incrível acontecendo diante dos meus olhos e sei que não vai dar tempo de montar todo o equipamento e clicar, acabo deixando de lado esse rolê e desfrutando o momento.

A foto perfeita pode ficar guardada na sua memória e nos seus sentimentos.

Com certeza essa escolha de não clicar vai fazer você felizinho e dar o gás e a inspiração necessária para o seu próximo click real.

Entendeu? Viajei? Essa sou eu!

Publicado por: Amanda Louzada Categoria: Inspire-se

Comentários

Deixe seu comentário