teste minha imagem
Google+

Dica Nível Intermediário

Dicas para começar na fotografia autoral

O fotógrafo Jr. Luz tem um trabalho autoral bem interessante.

Pedimos que ele trouxesse algumas dicas e referências para quem também quer ter um trabalho autoral e achar sua identidade fotográfica.

------------------

Olá, meu nome é Jr. Luz e sou fotógrafo há seis anos.

Comecei a fotografar quando morava na Inglaterra e, desde então, minha vida mudou.

De lá para cá, tenho fotografado dentro de vários estilos, todos com o toque do meu olhar. Mas tenho dedicado uma boa dose de energia aos meus trabalhos autorais.

Sempre quis ter um trabalho em que pudesse explorar minhas referências e minha liberdade criativa sem medo de errar e acredito que o autoral seja o campo perfeito para esse desejo.

Às vezes, ter um trabalho autoral significa quebrar algumas regras da fotografia geral, enfrentar paradigmas e também se desafiar artisticamente.

Aliás, essas são duas boas dicas para quem está iniciando na fotografia autoral: descubra o que lhe interessa fotografar e desafie-se.

Hoje em dia, o que mais instiga meu olhar são as associações que faço com os elementos da natureza e a maneira que trago isso para minha câmera. Sinto que esse direcionamento me dá a liberdade de criar fotos com qualquer coisa ou lugar.

Inspiração e referências

Minhas inspirações vêm de todos os lugares e pessoas que conheço em minha vida. O meu dia a dia já é motivo de grande inspiração.


É importante observar como existem milhares de elementos de inspiração no dia a dia. Uma conversa entre duas pessoas que pode gerar uma ótima foto de cotidiano. Um inseto numa flor que pode ser uma linda foto com lente macro.

É importante observar os lugares e pessoas com quem convivemos para a criação de um trabalho autoral com verdade.


Gosto muito do trabalho de alguns fotógrafos de renome mundial que também inspiram meu trabalho.

Fotógrafos como David Lachapelle e Annie Leibovitz são dois ícones da fotografia criativa que sempre executam seus trabalhos de maneira excelente!

Baseado nisso, aqui vão algumas dicas para quem quer iniciar no trabalho autoral:

Faça aquilo que sua intuição lhe diz, sem medo de criar e errar!

Procure por referências fotográficas que fujam do normal, pesquise por fotógrafos inovadores e ousados que sempre estão a frente do seu tempo!

Liberte sua mente de crenças e tabus que bloqueiam você, pois a fotografia artística lhe permite criar o que você quiser!

Faça que seus amigos acreditem em seus sonhos e dessa maneira você vai conseguir realizá-los mais rápido!

E a última dica mais importante é não ficar apenas pensando, levante de onde você está agora e comece a trilhar seu futuro na fotografia agora!

O grande segredo é buscar a evolução do olhar. O equipamento, claro, é importante, mas quando seu olhar tem intenção, o aparato acaba dando suporte às imagens que tenho vontade de fazer.

Projeto "Cara-Comida"

Meu primeiro projeto de destaque foi o Cara-Comida.

Sempre olho para as pessoas e imagino seus rostos coberto de alguma outra coisa que não seja pele e, então, veio a ideia de criar uma série de fotos com comida em seus  rostos.

A técnica utilizada foi bem simples, pegamos uma cartolina e fizemos um recorte no meio onde colocamos o rosto da modelo e depois começamos a trabalhar com vários tipos de comida, organizando de maneira simétrica e natural.

O resultado ficou incrível e único. Essa foi uma ideia simples e criativa que rendeu muitos retratos impactantes.

Clique aqui para ver o Making Of deste projeto.

Projeto "Nature Portrait"

Meu último projeto que estou desenvolvendo é o “Nature Portrait”.

Seguindo o mesmo conceito do “Cara-Comida”, eu troquei a pele das modelos por uma textura de flores e folhas.


Neste projeto utilizamos uma cola mais forte para conseguir fixar o material em sua pele.

Mais uma vez, utilizei elementos que a natureza nos concede.

Criatividade também é saber utilizar elementos que temos em mãos, muitas das vezes sem gastar nenhum dinheiro podemos criar algo inesperado e único.

Clique aqui para ver o Making Of deste projeto.

Tecidos

Um dos diferenciais mais conhecidos do meu trabalho é fazer fotos utilizando tecidos amarrados no corpo das modelos. Utilizo o vento para dar várias formas aos tecidos, que ajudam a criar imagens com boas experiências visuais.

Praticamente todas as mulheres que me procuram hoje querem ter fotos com os tecidos.

Ao longo dos anos, desenvolvi várias técnicas para facilitar esse trabalho, tais como comprar tecidos mais leves, usar o vento ao seu favor para movimentar os tecidos e  ter várias pessoas ajudando na hora do ensaio e ter muita paciência, pois para este trabalho ela é muito necessária.

Tintas

Nas fotografias abaixo, estão alguns exemplos de imagens criadas com tinta guache, um material de baixo custo e que quis usar com muita imaginação.

Trabalhando a técnica de “splash”, produzi uma série de fotos feitas com água e tinta. Neste trabalho criamos vários tipos de "chapéus" com o movimento do líquido.

Funcionava assim: colocamos o líquido dentro de um balão e estouramos pouco acima da cabeça dos modelos. Então, usando o obturador em alta velocidade, conseguimos congelar a água e assim criamos fotos únicas.


Nessa outra foto apenas jogamos tinta em cima do rosto da modelo, criando uma mistura de cores!

Eu gosto de utilizar tintas em meus ensaios, pois me inspiro muito em grandes pintores como Salvador Dali, um gênio da pintura e da forma que nasceu a frente do seu tempo.

Minha última dica é a mais importante.

Crie um diferencial no seu trabalho. Procure saber o que seu trabalho tem de diferente dos outros fotógrafos e qual é a sua característica mais forte.

Caso você não tenha essa resposta, comece a buscar sua identidade, pois só assim você vai conseguir se destacar no meio de milhares de fotógrafos.

-------

Para quem quiser seguir meu trabalho é só me acompanhar nas redes sociais:

Facebook: Junior Luz Fotografia

Instagram: @jrluzfotografia

Website: www.jrluz.com

Comentários

Deixe seu comentário