teste minha imagem
Google+

Dica Nível Básico

Descubra os significados das siglas das lentes Canon

Muitas lentes já foram recomendadas no Canon College: a EF 50mm f/1.8 STM, a EF-S 10-18mm f/4.5-5.6 IS STM, a EF 100mm f/2.8L Macro IS USM, etc. 

Mas você sabe o que significam essas siglas nos nomes das lentes? Quais são as funções de cada uma?

Se não souber, não se preocupe. Você vai conhecer todas elas na lista abaixo.

EF – Electro Focus

O Electro Focus (EF) é um sistema desenvolvido pela Canon para maximizar a performance de suas lentes para a linha EOS de câmeras fotográficas (DSLRs). Isso aconteceu no final dos anos 1980 e, com otimizações e melhorias, permanece até os dias de hoje como referência em tecnologia óptica e comunicação com a câmera.

Antes do encaixe EF, os controles das lentes (foco e abertura) eram determinados de forma manual. Já com o sistema EOS-EF tudo é feito de forma eletrônica, além de ter mais rapidez e nitidez.

As lentes EF são sinalizadas com um ponto vermelho que está próximo de seu bocal e servem tanto em câmeras cropadas (sensor APS-C) quanto nas de sensor Full Frame.

A EF 50mm f/1.8 STM e a EF 35mm f/2mm USM são apenas alguns exemplos de lentes EF.


Lente EF 50mm f/1.8 STM, a famosa ”Cinquentinha”.

EF-S – Electro Focus Short Back Focus

As lentes EF-S têm menos elementos ópticos internos, corpos mais leves e foram pensadas exclusivamente para câmeras de sensor cropado. Elas também têm controle totalmente eletrônico e oferecem ótima performance.

Vale citar que as lentes EF-S só se encaixam em câmeras de sensor cropado (tamanho APS-C) e são representadas por um pequeno quadrado branco próximo de seu bocal.

A EF-S 24mm f/2.8 STM e a EF-S 10-18mm f/4.5-5.6 IS STM são lentes do tipo EF-S.


A lente EF-S 24mm f/2.8 STM é bem compacta e ótima para levar para onde quiser.

f/ ou “1:” – abertura máxima do diafragma

Essas siglas correspondem à capacidade máxima de abertura do diafragma das lentes. Quanto menor é o número que vem na sequência de “f/” ou “1:”, maior é essa abertura e, consequentemente, maior a entrada de luz e o nível de desfoque dos planos desfocados.

Para verificar a abertura usada no momento da foto, basta olhar o número que vem depois de “f/”. Isso pode ser feito no LCD da câmera.

Já para saber qual é a abertura máxima de uma lente, geralmente, é preciso olhar na borda frontal da objetiva. Os números que estão após o “1:” correspondem à abertura máxima da lente. 


Esta é uma lente EF 85mm com abertura máxima de 1.8

MM – distância focal (em milímetros)

A distância focal corresponde basicamente ao ângulo com que as lentes são capazes de captar o ambiente, cena ou assunto e registrar a imagem de forma clara e nítida.

Lentes que têm menores distâncias focais, como a EF-S 10-18mm f/4.5-5.6 IS STM, captam imagens de maiores amplitudes, com ângulos mais abertos. Lentes de menores distâncias focais são conhecidas como grande-angulares.

Já lentes de maiores distâncias focais, como a EF 70-300mm f/4-5.6 IS II USM, têm ângulos mais fechados e são capazes de fotografar a longas distâncias. Lentes desse tipo são conhecidas como teleobjetivas. Quanto maior é a distância focal, mais fechada e distante a imagem pode ser feita com nitidez.

I, II - Versões de lentes

Ao longo do tempo, algumas lentes Canon tiveram mais de uma versão de seus modelos. Os números em algarismos romanos nas nomenclaturas de algumas dessas lentes simbolizam esse versionamento.

É o caso da lente EF 24-70mm f/2.8 que possui a EF 24-70mm f/2.8 USM e a EF 24-70mm f/2.8L II USM.

USM – Ultrasonic Motor (Motor Ultrassônico)

O USM é um tipo de motor de foco automático que deixa as lentes EF e EF-S com focagem ainda mais rápida, precisa e mais silenciosa.

Lentes que têm USM possuem pequenos motores internos que aumentam a capacidade de foco das lentes.

Combinadas com a capacidade de autofoco das DSLRs da Canon, as lentes que têm USM aumentam muito a assertividade de nitidez das imagens, mesmo que sejam tiradas em sequência e, também, mantêm o assunto focado no movimento (usado no modo de autofoco AI SERVO).

As lentes EF 85mm f/1.8 USM e EF 24-70mm f/2.8L II USM têm essa característica.


A EF 85mm f/1.8 USM pode fazer ótimos retratos, pois deixa o fundo bem desfocado e não distorce a imagem.

STM – Smooth Transition for Motion

O STM é também um motor de autofoco que atribui precisão e quase total silêncio no movimento de focagem das lentes Canon, além de mais suavidade na passagem de foco.

Isso é ótimo para quem quer fazer vídeos, pois a focagem automática da lente não emite sons de funcionamento , deixando o vídeo com uma leitura bem mais agradável.

Possuem STM lentes como a EF-S 24mm f/2.8 STM, a EF 50mm f/1.8 STM, a EF 40mm f/2.8 STM, a EF-S 55-250mm F/4-5.6 IS STM, entre outras com a sigla STM em seu nome.


A EF-S 55-250mm F/4-5.6 IS STM é uma lente do tipo teleobjetiva dotada de motor STM.

IS – Image Stabilizer

Como o nome sinaliza, o IS é um sistema de estabilização de imagem presente em algumas lentes Canon.

As lentes com IS têm alguns motores internos que compensam o comportamento de alguns elementos ópticos mediante ao movimento da câmera durante seu uso.

Isso ajuda muito a fotografar e gravar vídeos com lentes teleobjetivas, por exemplo. Como são lentes de ângulos mais fechados, o IS ajuda a evitar a tremedeira nas imagens para ambos os casos.

Você encontra o IS em lentes como a EF 70-200mm f/4L IS USM, a EF 70-300mm f/4-5.6L IS USM e a EF-S 55-250mm f/4-5.6 IS STM


EF 70-200mm f/4L IS USM

L – Série L

A letra L presente no nome de algumas lentes Canon, logo após a abertura máxima de diafragma, representa objetivas da Série L. O “L” vem do inglês Luxury, que significa “luxo”, em referência ao seu posicionamento superior em termos de qualidade óptica e construção.

A Série L é uma linha de lentes que têm elementos ópticos extremamente trabalhados, construção mais robusta, vedação dos anéis e encaixes resistentes a respingos d’água e poeira e são capazes de gerar imagens muito mais nítidas e com estética de alta qualidade. Além da maior nitidez, elas possuem menor aberração cromática e efeito vinheta, que é aquele escurecimento da claridade da imagem próximo das bordas.

As lentes da Série L são representadas por um anel vermelho no corpo da objetiva. É a linha de lentes mais desejada por fotógrafos amadores e profissionais do mundo inteiro, dada sua performance superior.

As lentes EF 24-70mm f/2.8L II USM e EF 16-35mm f/2.8L II USM são lentes Série L Canon.


A EF 24-70mm f/2.8L II USM é uma lente muito conhecida por sua versatilidade.

TS-E – Tilt-Shift Lens

Tilt-Shift é o tipo de lente que permite a correção da distorção de perspectiva que lentes podem provocar em uma imagem.

Imagine que ao fotografar um prédio, por exemplo, você queira captar toda a amplitude da construção, mas também deseja que todas as suas linhas fiquem retas no quadro.

Se fizer isso com uma grande-angular, as linhas do prédio podem parecer anguladas por causa da perspectiva da lente.

Já utilizando uma lente Tilt-Shift, você pode ajustar essa diferença e aprumar as linhas em seu quadro.

 
A TS-E 17mm f/4L é um bom exemplo de Tilt-Shift.

------------------

Pronto! Agora você sabe que a EF 16-35mm f/2.8L II USM é a segunda versão de uma lente que tem distâncias focais que vão de 16mm a 35mm, abertura máxima de diafragma de f/2.8, é uma lente Série L e trabalha com autofoco ultrassônico otimizado.

Que tal algumas fotos?

Comentários

Deixe seu comentário