teste minha imagem
Google+

Dica Nível Intermediário

Como montar um estúdio caseiro

A fotografia é arte e, como em toda arte que se preze, não há uma verdade universal. Até mesmo quando o assunto é muito técnico. O que você precisa é de boas referências, um bom equipamento, a técnica e, principalmente, o olhar.

Se estiver pensando em mergulhar um pouco mais no mundo da fotografia ou mesmo em começar a se profissionalizar, vamos dar algumas dicas para você montar um estúdio fotográfico caseiro.

  • Disponha de um cômodo

Um bom começo é dispor de um cômodo para compor o estúdio. Ele não precisa ser enorme, mas, se for possível, é interessante que ele tenha certo espaço para comportar equipamentos, algumas pessoas e para que se possam trabalhar recuos de câmera para diferentes ângulos de foto. A criatividade para conseguir o melhor resultado fica entre esses dois pontos. Use-a sem medo. Claro que é possível montar um estúdio em espaços menores, mas tudo gira em torno da relação entre o que se deseja e o que se pode produzir.

Tente evitar cômodos que tenham muitas janelas. Uma característica importante de um estúdio é a possibilidade de controlar todas as luzes. Se houver muita entrada de luz natural, pode-se não conseguir manipular a iluminação de maneira precisa. Se tiver janelas, assegure-se de que conseguirá bloqueá-las sem muitos problemas.

Estúdio

  • Luzes

Sem luz não há imagem. Luz é quase a matéria-prima do fotógrafo e, como cada fotógrafo tem um olhar, as luzes também variam conforme o gosto particular. Mas há algumas opções que são muito utilizadas por serem versáteis e muito usadas no mercado de fotografia. Uma delas é o flash dedicado, usado como acessório externo à câmera. Ele é o primeiro melhor amigo do fotógrafo. Existem diversos tipos e você pode encontrar vários modelos Canon clicando aqui. Conheça os flashs Speedlite.

Além do flash dedicado, há também as luzes de cabeça, ou refletores, que são aqueles spots que geralmente ficam em tripés. Há vários tipos: refletores flash, também conhecidos como tochas, refletores de luz contínua, luzes halógenas (mais amareladas), luzes de tungstênio, LEDs que variam entre cores mais quentes, como o amarelo, passam pelo branco e chegam a cores azuladas, etc. A quantidade é vasta, pois cada tipo traz um clima, um efeito ou uma sensação para sua foto. Se for possível, logo ao montar o estúdio é interessante ter algumas luzes externas para que o trabalho tenha mais possibilidades de tipos de fotografia. No universo das luzes também é possível improvisar. Por exemplo, luzes de jardim imitam bem um refletor de luz de tungstênio. O que muda é o controle da intensidade dessa luz e o direcionamento. Para isso, pode-se trabalhar com difusores e rebatedores (ver o tópico “Acessórios").

Flash

  • Câmera

Você precisa de uma câmera interessante e que atenda a suas necessidades e pretensões. A Canon possui diversos modelos que com certeza se encaixam no que você deseja. A Canon EOS Rebel T5i é uma ótima câmera para início dos trabalhos. É uma câmera com diversas funcionalidades e possibilidades para alcançar a foto desejada. É possível encontrar esse e outros modelos de câmera clicando aqui.

EOS Rebel T5i

  • Lentes

Para um fotógrafo, investir em lentes nunca é demais. Existem as mais diversas, para vários ângulos, distâncias e quadros. Se você quiser desfoque, novas aberturas e novas fotos, o essencial é investir em lentes. Elas são as responsáveis pelo olhar da sua foto. A Canon dispõe de uma variedade enorme e você pode conferir muitas lentes clicando aqui.

Lente Canon 50mm

  • Fundos/Cenários

Uma dica interessante para iniciar um estúdio é buscar alguns fundos para cenas. Eles funcionam como cenários. Os fundos mais usados são os pretos e brancos de cor sólida. São muito bons para composições e ajudam na edição das imagens. Além desses, há também os com desenhos, paisagens, etc. Tudo para criar cenários para suas fotos. O material também varia muito. Há fundos de papel, tecido, EVA, etc. Eles são fáceis de comprar e são achados em qualquer loja de fotografia. Claro que é possível improvisar, desde que o resultado alcance a qualidade que você deseja para suas fotos.

Estúdio

  • Acessórios

Há inúmeros acessórios para várias funções e que ajudam muito na hora de registrar a foto. Existem os difusores e rebatedores, que servem para modificar e redirecionar luzes. Em muitos casos é possível improvisar sem perder nada em qualidade. Para rebater luzes, por exemplo, é possível usar uma placa de isopor. Funciona muito bem. Ela reflete a luz de um modo mais suave e possibilita direcioná-la para onde se desejar. Além desse exemplo, há os tripés para luzes – pequenas caixas de madeira que ajudam muito no posicionamento de assuntos para fotos –, os medidores de luz, como o fotômetro de mão, que serve para saber a medida exata de abertura e velocidade para a foto ideal, entre outros.

Estas são algumas dicas que podem ajudar no início de um estúdio caseiro. Sempre cabe melhoria e inovação, e para isso a dica é simples: nunca deixe de buscar conhecimento, pratique e use toda a sua criatividade.

 Para saber mais, conheça as dicas do Canon College clicando aqui.

Comentários

Deixe seu comentário
Alex Anhumas

Gostei das dicas.

Leonilson Pereira rodrigues

Muito bom! Bem informativo.