teste minha imagem
Google+

Blog 27.11.2017

A fotografia Street Style de Léo Faria

Meu pai sempre foi apaixonado por fotografia. Eu o via registrando tudo a nossa volta e vejo até hoje.

Foi na faculdade de Publicidade e Propaganda que tive contato com a fotografia de um modo mais formal. Esse contato se estreitou quando fui trabalhar em agências de publicidade e, anos depois, quando abri minha própria agência e fui dar aulas de Fotografia e Criação na universidade ESAMC/ESPM.

Mas só passei para trás da câmera depois de sucessivas frustrações com fotógrafos que não atendiam minhas expectativas enquanto diretor de criação. Foi então que optei por fazer minhas próprias fotos e me dedicar exclusivamente à fotografia. Faz 12 anos que estou fotografando.

A descoberta do Street Style

A moda sempre fez parte do meu percurso desde as agências de publicidade. Sempre estive ligado a ela por gostar das imagens produzidas por essa indústria e, por isso, foi natural atrair contas relacionadas ao universo da moda. Quando me dei conta, meu mercado era exclusivamente este.

O Street Style entrou na minha vida por acaso. Propositalmente, programei férias em Nova Iorque justamente durante a semana de moda da cidade.


Canon EOS 5D Mark III - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - 1/600 - ISO:800

Eu não tinha pretensão nenhuma de fazer fotos de Street Style, aliás, eu nem mesmo sabia da existência deste estilo.

O que eu queria era sentir o clima da cidade durante esse período e lá acabei me deparando com fotógrafos de todo o mundo, fotografando as ruas freneticamente e, então, não tive dúvida: também saí fotografando.


Canon EOS 5D Mark III - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - 1/800 - ISO: 800

Fiz tudo de forma muito intuitiva e só depois fui refletir a respeito e qual foi minha conclusão? Não quero isso para a minha vida profissional. É possível acreditar nisso? 

Minhas referências na moda eram outras e demorei para acreditar nesta nova linguagem e a rejeitei inicialmente.

Eu admirava imagens mais construídas e artificializadas por iluminações complexas e criações com concepções conceituais. Eu tinha como referência o trabalho de fotógrafos como RICHARD AVEDON, HELMULT NEWTON, PATRICK DEMARCHELIER, PETER LINDBERGH, ANNIE LEIBOVITZ, TIM WALKER, DAVID LACHAPELLE, STEVEN KLEIN, INEZ & VINOODH entre muitos outros, ou seja, dos mais clássicos aos mais contemporâneos.


Canon EOS 5D Mark III - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - 1/500 - ISO: 800

O fato é que depois dessas férias em Nova Iorque, o Street Style me perseguiu de forma incansável.

Quando percebi, as pessoas queriam as minhas fotos de Street Style e faziam questão de me creditar ainda que eu não quisesse e as marcas começaram a me procurar querendo exatamente fotos com linguagem de Street Style, uma ironia que eu rapidamente compreendi e converti a meu favor.

O que é Street Style

O Street Style basicamente retrata o cotidiano das ruas de olho em comportamento e cultura de moda.

São imagens menos conceituais e comerciais, mais pessoais e próximas do real e capazes de criar grande empatia e rápida identificação, diferente das tradicionais imagens de moda que são quase inalcançáveis e distantes da realidade da grande maioria.


Canon EOS 5D Mark III - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - 1/2000 - ISO: 640

Hoje, o Street Style invadiu campanhas de marcas mundialmente conhecidas como Prada, Loewe, Gucci, etc.

Além disso o Street Style tem sido referência e até inspiração para designes e estilistas que buscam compreender o que foi adotado ou não das propostas apresentadas nas passarelas, além de entender o que está por vir.


Canon EOS 5D Mark III - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - 1/800 - ISO: 240

O Street Style é um diálogo entre a indústria da moda e as ruas, algo mais do que positivo, revolucionário.

Eu considero o Street Style uma linguagem precursora da nova imagem de moda, mas essa é uma opinião bem pessoal e pode estar permeada e viciada por experiências minhas. O fato é que o Street Style hoje é uma realidade e não se trata de um modismo, mas sim de algo que veio para ficar e mudar as relações entre a indústria da moda e as pessoas.


Canon EOS 5D Mark III - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - 1/800 - ISO: 240

O que mais me encanta no Street Style é a liberdade e independência para criação. Numa produção tradicional, dependo de uma equipe enorme com stylist, maquiador, cabeleireiro, produtor, cenógrafo, assistentes, além de uma montanha de equipamentos.

Já no Street Style sou eu, minha câmera e mais nada. Isso é libertador.

Busco espontaneidade e, para garantir isso, evito interagir e dirigir os retratados. Quando isso é inevitável, procuro garantir o mínimo de interferência possível em relação à atitude. Isso é fundamental para preservar a foto de Street Style e sua originalidade e naturalidade. 

Equipamentos do Street Style de Léo Faria

Eu tenho evitado registros com enquadramentos perfeitos e procuro sempre estar longe o bastante para não ser visto ou para não intimidar.

Para isso quase sempre estou com uma lente EF 70-200mm f/2.8L IS II USM e uma Canon EOS 5D MARK III ou uma Canon EOS 5DS R.

Mas não dispenso outras lentes principalmente quando a finalidade é obter imagens mais fashions e conceituais ainda que usando a linguagem de Street Style.

Então, parto para lentes como a EF 24-70mm f/2.8L II USM, EF 50mm f/1.2L USM, EF 85mm f/1.2L II USM, EF 35mm f/1.4L II USM e até para a EF 16-35mm f/2.8L II USM que muito embora seja perfeita para arquitetura, gosto dos resultados para moda dependendo do projeto.

Publicado por: Léo Faria Categoria: Inspire-se

Comentários

Deixe seu comentário